Manchas de óleo reaparecem no Delta do Parnaíba

Comentários 0

A Marinha do Brasil confirmou na tarde de sexta-feira (15) reaparecimento de manchas de óleo no Delta do Parnaíba, o maior das Américas. Desta vez, o material foi encontrado na Praia do Pontal, em Ilha Grande, parte pertencente ao Piauí. Outras cinco praias piauienses voltaram a ser atingidas pelo material desde quinta-feira (14). A Praia de Atalaia foi decretada imprópria para banho.

“Novas manchas apareceram no Delta do Parnaíba, segundo detectado pelo Ibama [Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais]. Tanto na parte do Piauí, na Praia do Portal, como na área pertencente ao Maranhão, na Ilha dos Poldros”, informou o comandante da Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), capitão de fragata Dante Duarte.

Segundo o capitão, no Delta do Parnaíba será feito uma limpeza pela Capitania do Maranhão e Exército Brasileiro. Já nas praias piauienses, uma força tarefa foi montada para limpar os pontos atingidos com ajuda do Ibama, Corpo de Bombeiros, Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Defesa Civil.

Na manhã desta sexta-feira (15), mais de 450 quilos de óleo foram retirados somente da Praia de Atalaia. No dia anterior, outros 80 quilos foram recolhidos do local.

Manchas apareceram na Praia da Pedra do Sal, em Parnaíba (PI)

“As manchas de óleo são diferentes das outras vezes, que tinham aspecto de massa. Desta vez, elas são pulverizadas, como se fossem moedas na areia e na água. Outras praias atingidas foram: Pedra do Sal, em Parnaíba, Peito de Moça e Coqueiro, em Luís Correia. Estamos com uma força tarefa para fazer a limpeza desses pontos”, explicou o comandante Dante Duarte.

Marinha recolheu 530 kg de óleo da Praia da Atalaia (PI) — Divulgação/Marinha do Brasil

A Marinha do Brasil monitora o litoral do Piauí desde o dia 2 de setembro deste ano. Desde 30 de setembro não havia presença de óleo nas praias piauienses. No entanto, novas manchas apareceram na Praia de Atalaia nessa quinta-feira (15) e a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) decretou a praia imprópria para o banho.

Na noite desta sexta-feira, a Semar confirmou manchas em Cajueiro da Praia, a 384 km de Teresina, no Litoral do Piauí. A área é conhecida como santuário dos peixes-boi.

Turistas sujos de óleo

Alguns turistas que estão na Praia do Coqueiro, situada no município de Luís Correia, e na Pedra do Sal, em Parnaíba, tiveram contato com as manchas de óleo que reapareceram no litoral piauiense.

Apesar do registro, a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) não confirmou a presença de manchas na Praia do Coqueiro e reforçou que apenas a Praia de Atalaia continua imprópria para banho. Já a Marinha confirmou as manchas de óleo no local nesta sexta-feira (15).

De acordo com a Marinha, a análise de balneabilidade de uma praia é uma prerrogativa da Semar, que avalia tecnicamente os parâmetros com base em uma resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Tartaruga e peixe mortos

Mais uma tartaruga e um peixe com manchas de óleo foram encontrados mortos na Praia Pedra do Sal, em Parnaíba. Vídeos registrados nesta sexta-feira (15) mostram as manchas no mar, na areia e nas pedras do ponto turístico.As imagens também aparecem uma tartaruga morta, mas sem causa da morte definida, e um peixe coberto de manchas de óleo.

Os comentários estão desativados.